Sindicato Rural de Uberlândia. Sucesso de público e comercializações na festa do Cinquentenário

O Sindicato Rural de Uberlândia começou sua história no município em 1933 quando foi fundada a ACIAPU (Associação Comercial Industrial e Agropecuária de Uberlândia), entidade que passou a realizar periodicamente exposições comerciais e agropecuárias em um terreno atrás da antiga Santa Casa, situada na Avenida Floriano Peixoto.

Com um investimento de 130 mil cruzeiros no projeto do arquiteto João Jorge Cury, iniciou-se a construção da sede da ACIAPU no bairro Martins, com entrada pela Avenida Vasconcelos Costa e a contribuição do Governador Benedito Valadares, que ao passar por Uberlândia fez uma doação de 200 mil cruzeiros para a continuação das obras. O prédio da ACIAPU foi inaugurado pelo então presidente Misael Rodrigues de Castro, com o mandato no período de 1944 a 1946.

Um grupo de pecuaristas da ACIAPU propôs a criação de uma Associação Rural, com o apoio da ACIUB (Associação Comercial e Industrial de Uberlândia) desmembrando as duas entidades. Em dez de julho de 1948 foi fundada e instalada a Associação Rural de Uberlândia, onde o primeiro presidente eleito em quatro de março de 1948 foi Misael Rodrigues de Castro. O presidente, Dr. Misael Rodrigues, foi reeleito algumas vezes e permaneceu no comando até 1952. Posteriormente quem assumiu a presidência foi o pecuarista Nicomedes Alves dos Santos, que dirigiu a instituição até 1956, ano em que Odilon Custódio Pereira foi empossado. Ainda nessa gestão ocorreu a doação definitiva dos terrenos pela ACIUB. A nomenclatura da Associação Rural passou a ser Sindicato Rural de Uberlândia em 1965, em função da Lei Federal 4.214.

O crescimento

Com o passar dos anos a instituição sentiu a necessidade de se instalar em um espaço maior acompanhando o crescimento da cidade, quando se mudou para o bairro Pampulha onde se encontra até hoje. O Sindicato Rural sempre se preocupou em inovar e ampliar cada vez mais a estrutura no sentido de se adaptar para proporcionar maior espaço para amostras e mais conforto ao público. Nesse contexto, foi inaugurado em 27 de maio de 1982 o CAMARU (Centro de Amostras e Aprendizagem Rural de Uberlândia) que veio a somar e complementar a história de sucesso da Exposição Agropecuária em Uberlândia, que completou 50 anos de existência.

Para comemorar com estilo o Cinquentenário, o Sindicato Rural de Uberlândia realizou este ano a maior mostra em todos os setores do parque de exposições do CAMARU. Dentro da programação foram promovidos eventos nos meses de agosto e setembro como mostras e leilões de animais, torneios, a famosa cavalgada, rodeio profissional, cursos e ações educativas para jovens e crianças. Além do tradicional parque de diversões e as comidas típicas, ainda foram oferecidos shows de artistas renomados. Entre as novidades oferecidas pelo Sindicato Rural, foram destaque nesse ano os cinco dias de atrações musicais com entrada franca.

Cavalgada foi o maior sucesso

 

Evento tradicional em Uberlândia, onde cavaleiros e amazonas dos mais diversos municípios montaram suas caravanas e estiveram participando no dia 25 de agosto de uma das maiores cavalgadas já realizadas, antecedendo a abertura do CAMARU que aconteceu no dia 30. Cerca de 2.000 cavaleiros e amazonas montando os mais diversos tipos de animais participaram da cavalgada com carroças, charretes ou mesmo com os animais soltos, mas todos propiciando alegria aos participantes. Destaques para as caravanas de diversas fazendas que estiveram presentes, uniformizadas e demonstrando que a cavalgada do CAMARU é a mais importante da região.

O toque do berrante, as presenças de grandes famílias com crianças, jovens e adultos foram atrações da grande festa dos peões e amantes das montarias. Na saída várias pessoas fizeram uso da palavra e o vice-presidente do Sindicato Rural, Gustavo Galassi, fez questão de agradecer aos presentes. Outras personalidades que participaram foram os deputados Elismar Prado, Weliton Prado, Luiz Humberto Carneiro, o prefeito Gilmar Machado, vereadores e secretários municipais que formaram coro junto com os cavaleiros, especialmente na hora da execução do Hino Nacional Brasileiro. A festa foi encerrada com um grande almoço no recinto dos leilões no CAMARU, onde aconteceram ainda as entregas dos prêmios aos vencedores desta cavalgada organizada pelos produtores: Roger Crosara Mansour, diretor do Sindicato Rural de Uberlândia, e Reginaldo da Silva Ferreira, presidente da Associação dos Criadores de Cavalos.

 

Estandes

 

Como exemplo de alguns dos estandes que chamaram a atenção dos visitantes durante a feira ao proporcionarem técnicas de culinária e mostra de arte, foram destaque no CAMARU os estandes da EMATER (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais) e da AICA, que mantém a tradição de participarem da exposição todo ano.

A EMATER, como sempre faz, este ano apresentou uma cozinha em estande especialmente para ministrar cursos às pessoas interessadas. Os cursos aconteceram de 31 de agosto a sete de setembro, onde mais de 100 pessoas aprenderam ou aperfeiçoaram suas habilidades em fazer quitandas caseiras, tortas, salgados, lanches, produtos em conservas, processamento de leite e derivados (queijos, ricota, iogurte, doce), tira gostos de peixes e carnes, molhos, mousses e cremes. A mestra em culinária, professora Áurea Maria dos Santos Mundim, disse que a parceria entre a EMATER e o Sindicato Rural de Uberlândia visa capacitar o agricultor familiar e também o público urbano para melhor comercializar os produtos, ter uma renda extra e acima de tudo aperfeiçoar aquilo que já está sendo colocado no mercado. “O curso foi um sucesso total, todas as vagas foram preenchidas e agora só mesmo no ano que vem na FEMEC (Feira do Agronegócio do Estado de Minas Gerais), que será realizada, de 25 a 28 de março de 2014 e no próximo CAMARU, ou então nos cursos que sempre são disponibilizados pela EMATER no meio rural”, afirmou.

AICA 30 anos

 

As comemorações dos 30 anos de fundação da AICA (Artes Integradas do Centro de Amostras – Sindicato Rural de Uberlândia) foram realizadas durante a festa dos 50 anos do Sindicato. A abertura aconteceu no dia 29 de agosto no estande montado para a Exposição do Cinquentenário, com uma visitação acima do esperado pelos próprios artistas. Houve um happy hour, cuja apresentação musical foi do Grupo Cornélio Pires.

A presidente da AICA, Galba Crosara Abrahão, ao receber a reportagem da Dystak’s afirmou que a comemoração significava muito e acima de tudo a oportunidade em apresentar artes que o tempo ainda não consumiu. “Esta é uma oportunidade de dizer obrigada a muita gente, porque tem 30 anos que estamos aqui reunidas. Cada ano aparece uma coisa nova e em 2013 estamos tendo oportunidade de apresentar uma retrospectiva. Aqui estão pessoas que tiveram a ideia de começar a AICA. Tudo começou com um grupo de artistas que foi convidado na época pelo diretor João Danga, foi feita a primeira exposição e o presidente do Sindicato Rural naquela época, o produtor Valter Carneiro, nos convidou para montarmos a Associação aqui no Sindicato. Agora estamos participando todos os anos, inclusive este ano com as obras de 54 artistas que apresentam peças de seus acervos e outras para comercializações. Gostaria inclusive de dizer que os artistas devem procurar a AICA para se associar. Para isto terão que levar dois trabalhos para serem avaliados em nossa sede no Mercado Municipal. Gostaria de deixar o nosso telefone (34) 3210-8322 para mais informações”, sintetizou.

O presidente do Sindicato Rural, Thiago Soares Fonseca, que marcou presença no evento, em agradecimento aos artistas e aos amantes da arte ali presentes afirmou que a AICA é a menina dos ovos de ouro. Além de lembrar que a instituição começou no Sindicato.

 

Fazendinha

 

Já no dia 30 de agosto, na inauguração oficial do Centro de Amostras e Aprendizagem Rural de Uberlândia, começaram as ações educativas da 12ª edição do projeto Fazenda Escola CAMARU, denominado “Fazendinha”, visando aproximar as crianças do campo para que elas tenham noção de como funciona todo o processo de produção. Nesse contexto as crianças de escolas públicas e privadas visitaram os estandes das cadeias produtivas de alimentos. Inclusive esse ano os alunos conheceram uma novidade: a cadeia produtiva da piscicultura.

No período de exposição da Fazendinha passaram em média 800 alunos por dia em visitas monitoradas. Eles conheceram os estandes de produção dos mais variados tipos de alimentos, além de tomarem conhecimento sobre os temas sustentabilidade e coleta seletiva de lixo nas fazendas. Os alunos ficaram encantados com os estandes e com os animais em miniatura. A Fazendinha manteve a mostra de mini animais até o dia do encerramento do CAMARU.

Atrações musicais

        

Nas atrações artísticas Edson & Hudson, Diego & Ricardo, Marco & Mário, Emílio & Eduardo e Sidney do Cerrado, ocorridas dos dias 31 de agosto a cinco de setembro, o acesso foi aberto ao público com entrada franca.

No primeiro dia de show, dia 30 de agosto, a noite fascinou os amantes da música sertaneja, quando Jorge & Mateus e Humberto & Ronaldo prenderam a atenção das pessoas presentes. No fim de semana as atrações musicais levaram os fãs da música sertaneja ao delírio, quando no dia seis foram prestigiar os artistas Bruno & Marrone, que apresentaram um repertório das músicas de consagração da carreira. Além da dupla George Henrique & Rodrigo, que para a alegria da plateia também se apresentaram. Para finalizar com estilo as atrações musicais, o público acompanhou os sucessos de Cristiano Araújo que encerrou com “chave de ouro” a noite do feriado de sete de setembro.

Mostra de animais Bovinos

 

Esse ano o Torneio Leiteiro e as Provas de Pista ficaram na história da exposição do CAMARU, quando mais de 700 animais bovinos de padrões genéticos renomados se destacaram. Entre eles estavam as raças Girolando, Gir Leiteiro, Nelore e Guzerá. O torneio leiteiro aconteceu entre os dias dois e cinco de setembro, onde mais de 60 animais participaram da disputa. O encerramento aconteceu no dia cinco de setembro às 15 horas.

O torneio foi marcado pelos recordes alcançados referente à disputa da competição do ano anterior. Entre os animais premiados se destacou a campeã da raça Gir Leiteiro Palas Te D Gavião, da Estância Leiteira Pedra Fundamental, que ganhou uma moto zero quilômetro. O animal bateu o recorde na categoria Vaca Adulta, com 48 meses, onde fez média diária de 64,283 kg, ultrapassando o recorde anterior de 62,333 kg obtido durante a 7ª Exposição Estadual Mineira do Gir Leiteiro de Sete Lagoas.

Já a grande estrela da competição foi a campeã da raça Girolando e ainda campeã geral do Torneio Leiteiro do CAMARU, a vaca Hevita Wildman Fiv Alegre dos expositores Minoro Hélio Maurício e Ricardo Barbosa, de Uberaba. Ela produziu no total 263,360 kg e teve média diária de 87,787 kg, superando em 29,15% a média de 70,973 kg do recorde do ano anterior. Os criadores ganharam uma moto nova pelo campeonato da raça Girolando e ainda um carro zero quilômetro no resultado final do torneio pela vitória de Hevita.

Julgamentos dos animais

Nas provas de pista ocorridas entre os dias quatro e seis de setembro foram julgados mais de 600 animais bovinos das raças Girolando, Gir Leiteiro, Nelore e Guzerá, onde foram classificados e premiados como melhor criador e expositor da raça Gir Leiteiro – Henrique Cajazeira Figueira; melhor expositor da raça Girolando – João Domingos Gomes dos Santos; melhor criador da raça Girolando – Pedro Ananias Aguiar; melhor expositor e criador da raça Nelore – Pecuária Unir Santa Clara e melhor expositor e criador da raça Guzerá – Ana Cláudia Mendes Souza.

Leilões

 

Durante a exposição do CAMARU aconteceram leilões que chamaram a atenção dos investidores pela grande quantidade de animais e pelo alto padrão genético apresentado. Eventos que foram evidenciados pelos organizadores e criadores, possibilitando a realização de ótimos negócios.

O Leilão Nelore, organizado pela UFU (Universidade Federal de Uberlândia) em  parceria com a ANCP (Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores) e o grande encontro de Criadores de Uberbrahman aconteceu em 31 de agosto. Já a 12º edição do Leilão Nelore ACNTM (Associação de Criadores de Nelore do Triângulo Mineiro) foi realizado no dia dois de setembro, no período da noite, no Tatersal de Elite do CAMARU. Cerca de 50 animais foram apresentados no evento e a média de preço foi entre R$1.700,00 a R$4.900,00 tendo variação de acordo com a idade dos animais.

Aconteceu ainda a 5ª edição do Leilão Terra do Gir Leiteiro e Girolando realizado no dia seis de setembro a noite durante a Exposição Agropecuária de Uberlândia, no espaço Tatersal de Elite do CAMARU.

Foram apresentados animais com características genéticas de alto padrão racial e de grande capacidade produtiva, disponibilizados pelos criadores das fazendas Aprazível – João Machado Prata Júnior; Genipapo – Paulo Roberto Andrade Cunha; Estância Milagre – Eduardo Milagre; Xapetuba Agropecuária – José Antônio da Silveira e Tropical Genética.

Equinos

 

Antecedendo a abertura oficial do CAMARU, a ACC (Associação dos Cavaleiros do CAMARU) promoveu a prova de Team Penning nos dias dez e 11 de agosto, onde participaram trios de pessoas de todas as idades, inclusive familiares reunidos e pessoas de outras cidades como Patrocínio, Uberaba, Araguari, Comendador Gomes, Iturama, Frutal entre outros.

Nos dias 28, 29 e 30 aconteceu no parque de exposições a XIV exposição especializada de cavalos Mangalarga Marchador visando pontuação no ranking brasileiro. Durante a disputa os cavalos somaram pontos para o ranking da ABCCMM (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Mangalarga Machador), motivo pelo qual a exposição é considerada pela categoria uma das maiores do Brasil.

A Associação recebeu mais de 200 animais dessa raça e contou com a participação de expositores de várias partes dos estados de Minas Gerais, Goiás e São Paulo. Entre os criadores e expositores se destacaram nas categorias Marcha Batida o melhor expositor e criador Yuri Semansky Engler; melhor criador não expositor Luiz Francisco Pandolfo Schreiner, e na categoria Marcha Picada o melhor expositor e criador expositor: Paulo Romeu Assunção Gontijo e melhor criador não expositor Soraya Andrade Saad.

Além da exposição especializada, aconteceu no dia primeiro de setembro a 9ª edição do Leilão Cavalos do Brasil, realizado pelo Haras Capim Branco. Estiveram reunidos no Tatersal de Elite do CAMARU compradores e criadores. As raças disponíveis foram Mangalarga Marchador, Quarto de Milha e Paint Horse. Durante o evento foram comercializados 27 animais e a média de preço variou entre R$15.000,00 e R$20.000,00. A atração dos equinos continuou com os animais da raça Quarto de Milha que participaram da Prova de Tambor no dia 31 de agosto.

Para finalizar, no domingo, oito de setembro dia do encerramento do CAMARU 2013, aconteceu na Arena de Provas Equestres da exposição a prova de Ranch Sorting, promovida pela ACC (Associação dos Cavaleiros do CAMARU), que foi novidade na região. A prova foi aberta ao público e aos cavaleiros que se apresentaram no local com os animais em boas condições.

Rodeios

 

A noite de segunda feira, dia dois de setembro, tão esperada pelo público e pelos peões, emocionou muita gente durante o lançamento do rodeio profissional. Mais de 10.000 pessoas presenciaram o show de fogos e desfile de bandeiras na abertura, que além de uma ampla estrutura de espaço ganhou nova localização e iluminação, onde houve a transmissão ao vivo em dois paineis de LED. A programação do rodeio continuou nos dias três, quatro e cinco de setembro, quando foram inscritos mais de 22 participantes na disputa. No encerramento da competição, que aconteceu na noite do dia cinco de setembro, os cinco primeiros colocados foram premiados. Os prêmios oferecidos foram um carro e duas motos zero quilômetro, além de R$7.000,00 em dinheiro.

O campeão do rodeio no CAMARU 2013 foi Israel Rodrigues, ganhador do carro, o segundo colocado foi Ted Wad Martins Flora e Paulo Henrique Fernandes ficou em terceiro lugar na classificação. Ambos ganharam uma moto zero quilômetro. Premiados ainda André Santana, que ficou em quarto lugar e ganhou R$4.000,00 e o quinto colocado Jarbas Lopes de Almeida, recebeu o prêmio de R$3.000,00.

Encerramento

 

No último dia, ao encerrar o Cinquentenário da Exposição Agropecuária de Uberlândia, os portões foram abertos com acesso livre ao público a partir das oito horas da manhã, onde os visitantes puderam desfrutar da programação preparada para o dia 8 de setembro. Conheceram os produtos e os animais da feira, se deliciaram com as comidas típicas da praça de alimentação, garantindo a diversão com as opções oferecidas pelo parque de diversões que proporcionou lazer e entretenimento para os visitantes e familiares.

Homenagem

 

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo Sindicato Rural no setor de agronegócios, que representa muito para o crescimento e o posicionamento de Uberlândia, a CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas) homenageou no dia dez de setembro o Sindicato Rural pelo sucesso da 50ª Exposição Agropecuária de Uberlândia.

Durante a cerimônia foi entregue pelo presidente da CDL, Celso Vilela Guimarães, ao presidente do Sindicato Rural, Thiago Soares Fonseca, uma placa comemorativa. O evento ocorreu na sede da CDL e contou com a presença de representantes da CDL, dos diretores do Sindicato Rural e toda equipe organizadora, que contribuiu com o sucesso do CAMARU.

Agradecimentos

 

O vice-presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Gustavo Galassi Gargalhone, falou à Dystak’s afirmando: “há mais de dez anos estou aqui no Sindicato como expositor, colaborador e hoje no cargo de vice-presidente desta que é a maior entidade da cadeia produtiva brasileira. Eu realmente esperava sucesso, mas nunca pensei que pudéssemos ter uma participação gigantesca como esta que aconteceu durante a festa do Cinquentenário. Foi o maior sucesso de todos os tempos. Se eu tivesse tido oportunidade queria ter abraçado um a um os colaboradores que participaram do evento, mas isto eu faço através de vocês da imprensa que são os porta vozes de tudo que vivenciamos na Feira do CAMARU e esperamos que nossos associados tenham gostado, pois a aprovação foi geral entre os expositores, visitantes e todo o público”.

Finalizando o evento de fechamento da festa do Cinquentenário, o presidente Thiago Soares Fonseca adiantou que desde que assumiu a presidência confiava muito na festa do CAMARU. “Nós temos grandes parceiros e todos estiveram com vistas voltadas para a realização desta Feira que acima de tudo foi uma homenagem àqueles que já passaram por aqui e deixaram lembranças e grandes feitos para o Sindicato. Temos que homenagear aqueles que já participaram e também os seus familiares que estão presentes e muitos deles ainda ativos dentro dos trabalhos que apresentam em nossas atividades. A festa deste ano foi marcante e todo o sucesso deve especialmente aos companheiros da diretoria, aos expositores, investidores, visitantes e autoridades que compreenderam tudo aquilo que estamos elaborando dentro do Sindicato Rural de Uberlândia, esta entidade que representa o maior setor da cadeia produtiva brasileira. Até 2014 com a 51ª Mostra do CAMARU, mas até lá outras atividades serão vivenciadas e esperamos o apoio dos companheiros associados, diretores e os clientes em geral que estão sempre presentes nos eventos do Sindicato Rural de Uberlândia”, sintetizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *