Presidente do Sinduscon-TAP satisfeito com a Minascon

minascom-slider 

O maior evento social, cultural, empresarial e técnico da construção, em Minas Gerais, foi realizado de 11 a 13 de setembro de 2017, nas dependências do Center Shopping, em Uberlândia, ocupando espaços em áreas cobertas e descobertas contratadas pelos promotores.

A ideia de elevar os conhecimentos do setor da construção em nossa região, foi realizada pela primeira vez de 13 a 16 de setembro de 2000, quando aconteceu na ACIUB o 1º Encontro Mineiro de Arquitetura e Construção (EMARCON), uma organização do diretor Efthymios Panayotes Emmanuel Tsatsakis.

Em 2013, a ideia voltou a tona com a realização da 1ª Mostracon, no período de 17 a 21 de setembro, tendo como sede o Center Convention e participações de entidades e empresas ligadas ao setor da construção, cultural e técnico do Triângulo e Alto Paranaíba.

 

Minascon em Uberlândia

 

O crescimento da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, no setor da construção fez com que os engenheiros, arquitetos e empresários ligados a área, fizessem um trabalho junto a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), visando trazer a Minascon para Uberlândia, saindo na 14ª edição da capital para o interior. A responsabilidade ficou por conta do Sinduscon-TAP, presidido pelo engenheiro Pedro Spina, da Construtora Marca Registrada.

 

A Minascon

 

A solenidade de abertura da 14ª edição da Minascon foi aberta no dia 11 de setembro, contando com as presenças de ilustres representantes de indústrias, autoridades, empresários e convidados que estiveram presentes no Center Convention.

O evento realizado pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), em parceria com a FIEMG Regional Vale do Paranaíba e os sindicatos da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Sinduscon-TAP) e da Construção Pesada no Estado de Minas Gerais (Sicepot-MG), foi oficialmente aberta em cerimônia realizada no dia 11/09, no Center Convention de Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

O evento de abertura contou com as presenças de autoridades estaduais e locais, os empresários da cadeia produtiva da construção civil e pesada em Minas Gerais debateram sobre os cenários político e econômico do Brasil.

O presidente da FIEMG, Olavo Machado Júnior, destacou a relevância desse novo modelo para o evento. “Uberlândia é a melhor escolha para dar início a essa fase, pela vocação natural ao empreendedorismo e inovação. É terra de ousadia e as grandes empresas nascidas na região são provas concretas e históricas disso”, acrescentou.

O presidente do Sindus­­­con-­TAP, Pedro Spina, destacou os grandes números desta edição do Minascon. São 80 estandes de empresas da cadeia produtiva da construção, uma mostra de máquinas pesadas para o setor, dois concursos – A Ponte e de TCCs, com participação maciça de estudantes das universidades e escolas do estado, a presença da Escola Móvel SESI-MG SENAI-MG e de uma unidade móvel do SENAI-MG, além de uma diversificada programação técnica. “A Minascon é uma referência e uma vitrine para as empresas da região. Geraremos negócios e fomentaremos ainda mais os segmentos da construção mineira”, afirmou o presidente do Sinduscon-TAP, regional Uberlândia.

A criação de novas oportunidades de negócios foi lembrada pelo presidente da Câmara da Indústria da Construção da FIEMG, Luiz Fernando Pires. “Criamos mercado para as empresas mineiras, em um evento que cobre todas as etapas produtivas, da concepção de projetos à entrega do produto final, passando pelas universidades e especialistas”, destacou.

O prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, enalteceu a realização do Minascon 2017 no município. “É uma obra conjunta, uma construção da sociedade, do meio empresarial e de seus colaboradores. O poder púbico quer ser facilitador para que o evento aconteça mais vezes aqui na cidade”, comemorou.

 

Convênios e protocolo de intenções

 

Durante a solenidade de abertura da 14ª Minascon, o Sistema FIEMG e o Plano de Amparo Social Imediato (PASI) assinaram um acordo “guarda-chuva”, para que os sindicatos da indústria mineira possam contar com o produto da empresa – seguro personalizado para atendimento às convenções coletivas de trabalho. “Tenho certeza, será um diferencial para a indústria mineira e para as nossas entidades de classe empresariais, que oferecerão um produto importante para o empresariado”, pontuou Olavo Machado Júnior.

O Sistema FIEMG assinou ainda um Protocolo de Intenções com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e o Sinduscon-MG. O termo estabelece que os três estabeleçam cooperação institucional para o desenvolvimento de projetos como o “Alvará na Hora”, o “Banco de Terras”, o “Sistema de Gerenciamento online de licenciamento ambiental” e a construção de indicadores de desempenho institucional. Os esforços são para a melhoria do ambiente de negócios no setor da construção civil e pesada em Minas Gerais.

O presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, destacou o trabalho parceiro como fator de sucesso para o desenvolvimento dessas ações. “É assim em diversos projetos que a Codemig tem a oportunidade de conduzir junto com o Sistema FIEMG, como a revitalização dos Distritos Industriais do estado, o P7 Criativo e o Minas Trend, onde a Companhia também é parceira”, disse.

 

Cenário político-econômico

 

A abertura da Minascon 2017 contou com palestra do economista Cláudio Frischtak. Ele traçou um panorama para os próximos dois anos no Brasil, destacando aspectos positivos, pontos de atenção e oportunidades de desenvolvimento. “O cenário que prevemos é de crescimento para este ano e para 2018, com aposta de desinflação, aumento real de renda da população e redução sustentável dos juros”, afirmou. Em 2017, aposta em crescimento do PIB brasileiro em 1% e para os 12 meses seguintes, 3%.

Frischtak destacou os problemas fiscais do país como uma questão-chave para que esse crescimento se transforme em algo sustentável para depois de 2018. “É preciso solucionar esse rombo, reduzindo a relação dívida bruta-PIB”, pontuou. Para o economista, a saída desse buraco só será viável com investimento privado. “Com os juros menores, isso fica, naturalmente, mais viável”, disse.

Ele destacou os investimentos em infraestrutura como parte importante do esforço para a construção de um país em um caminho de desenvolvimento sustentável de mais longo prazo. As áreas destacadas como de maior possibilidade de entrada de capital privado, pelas oportunidades existentes, são, na visão de Frischtak, saneamento e transporte.

Também fizeram suas leituras do cenário político-econômico do Brasil o superintendente-regional do Trabalho e Emprego em Minas Gerais, João Carlos Gontijo de Amorim, e o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, João Carlos Martins. Ambos destacaram a importância da Reforma Trabalhista para a modernização das relações entre empregados e empregadores e para a retomada do desenvolvimento no país.

 

Homenagens

 

O presidente da FIEMG, Olavo Machado Júnior, foi homenageado durante a solenidade de abertura da Minascon 2017 pela Câmara de Vereadores de Uberlândia. Os parlamentares aprovaram, por unanimidade, uma Moção de Aplauso ao industrial e ao presidente da FIEMG Regional Vale do Paranaíba, Evérton Magalhães Siqueira, pela realização do evento no município.

Durante a solenidade, Siqueira ainda apresentou ao presidente da FIEMG o primeiro projeto para a construção de uma nova sede para a Regional Vale do Paranaíba, em Uberlândia. Acompanhado dos presidentes de sindicatos da região, ele mostrou a proposta a Olavo Machado Junior e aos candidatos à presidência da Federação a partir de maio de 2018, Alberto Salum e Flávio Roscoe.

Após a solenidade de abertura foi servido coquetel aos convidados.

 

Minascon

 

Nos dias 12 e 13 a Minascon ficou aberta ao público que teve oportunidade de conhecer os últimos lançamentos da indústria da construção, participar de importantes palestras, tratar de negócios futuros e investimentos que vão alavancar ainda mais o setor produtivo do País.

 

Depoimentos

 

Luiz Fernando Pires – presidente da Câmara da Indústria da Construção da Federação das Indústrias, falando sobre a Minascon adiantou que “Nós temos que alternar, eu acho que a descentralização é sempre positiva entre visitar várias regiões oportunidades diferentes, discutir os temas locais, integrar as Universidades, as empresas e a produção local. Eu acho saudável isso para o mercado e para as empresas no sistema como um todo. Crise como já diz um ditado chinês, é um risco e oportunidade. Então não adianta cruzar os braços e ficar reclamando da crise. Tem que sair e agir. Eu acho que nos tivemos uma redução de mercado, temos que trabalhar para retomar, o Brasil tem todas as condições e retornar a região aqui é ótimo para isto”, afirmou.

 

“Eu acho que foi uma coisa muito boa que o Doutor Olavo fez aqui para a gente, colocando esta feira aqui. A feira em Uberlândia vai contribuir para toda a nossa cadeia de construção. Então isso é muito importante para nós uberlandenses”, disse Décio Carmona – Delegado do Sindmetal.

 

Gilmar Passos – gerente regional de governo da Caixa Econômica Federal, no entusiasmo de seus trabalho adiantou que “Olha é muito importante este momento, pois a Caixa Econômica tem muita ligação com o nicho da construção civil e este é o momento de estarmos presentes. A construção civil em Uberlândia é uma referência a nível nacional, dada a bonança ao município. Hoje a gente pode dizer que a Caixa tem em Uberlândia a sua grande participação no mercado em relação à habitação e isto é um momento muito importante para nossa presença”, disse o grande funcionário da CEF.

 

“É uma grande feira. Sempre foi em Belo Horizonte. Nós conseguimos trazer para cá. Na área da construção é uma das mais importantes que tem. E neste momento que nós estamos reagindo, o mercado está reerguendo. Parabéns Uberlândia”, disse – coordenador regional do CREA – Omar Lelis.

 

O Superintendente da Caixa Econômica Federal, Luiz Carlos Alves, estava presente na solenidade de abertura da Minascon e afirmou: “Eu acho que a feira é uma oportunidade e impar da gente estar trazendo à tona Sinduscon Uberlândia a própria Fiemg de um setor que é muito importante na recuperação da economia brasileira. O setor de construção civil é o setor que responde mais rápido a essa proposta essa necessidade que o país está tendo da recuperação do nível de emprego. Então incentivar a cadeia da construção civil em todos os seus setores é fundamental para este momento importante da economia brasileira que está voltada ai buscando de alguma forma alavancar a geração de emprego e renda neste momento tão importante para o país”, disse o superintendente.

 

“Nós temos que estar sempre aonde nossos clientes vão. Esta mostra foi um sucesso e encontramos a oportunidade certa de divulgar para os estados de Minas, São Paulo, Goiás e Distrito Federal, a grande linha de produtos que representamos e revendemos em toda a região. Parabéns a diretoria do Sinduscon pela feliz iniciativa de trazer para Uberlândia, a Minascon” – Alexandre Nominato – Zapi Impermeabilizantes.

 

“O governo tem que ser no mínimo facilitador. Nós estamos tentando ser neste momento de crise um governo que facilita para aqueles que querem empreender e esta feira aqui é histórica. É a primeira vez que sai da capital e vem para a cidade do interior. Eu tive a grata honra de ser prefeito e recebê-la como prefeito de Uberlândia”, declarou Odelmo Leão – prefeito de Uberlândia.

 

Uma possibilidade da Feira continuar no interior existe e na conversa que mantivemos com o presidente da Fiemg, Olavo Júnior, adiantou que “O prefeito Odelmo Leão já me falou isso e tomara que sim. Uberlândia primeiro merece justamente pelo potencial pelo que se faz aqui e pelo grande Prefeito que vocês têm. Então não tenha dúvida que se o prefeito falar que é para ficar, fica”, disse o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais.

 

Encerramento

 

O encerramento da Feira foi uma alegria geral de todos quantos trabalharam para o sucesso da mesma, evidenciando o nome de Uberlândia e a grandeza da região que mais cresce no Brasil.

Para o presidente do Sinduscon-TAP, o empresário Pedro Spina, o resultado do Minascon, a mostra pode voltar para Uberlândia, mas é um assunto à ser tratado no futuro. “Agora vamos trabalhar. Temos aí muitos assuntos para resolver. Partindo do final da obrigatoriedade Imposto Sindical. Vamos estudar e rever os conceitos de receitas do nosso Sindicato. Nós temos as perspectivas que estamos traçando aí para o novo mercado imobiliário que começa novamente a dar sinais positivos. Enfrentamos há três anos números negativos. Estamos começando a reestruturar a pesquisa e isto demonstra que Uberlândia tem lançado muitos Imóveis e tem reagido em relação ao ano passado tanto em número de lançamentos quanto em número de financiamento e vamos cuidar disso com mais clareza. Estamos trabalhando também para a montagem da academia BIM, que é uma nova plataforma, a modelagem do projeto, ele é feito dentro do sistema dentro do computador. Você faz a obra e a interação dos projetos uma inovação para a cadeia construtiva. Na Europa e Estados Unidos já é muito difundido. Estamos querendo montar essas academia para que todos os profissionais de arquitetura e de projetos complementares utilize esta plataforma BIM que vai evoluir muito. Nós saímos do 2D e vamos para o 3D, é a modernidade da indústria da construção civil. Hoje Uberlândia conta com mais de duas mil construtoras registradas na Junta Comercial, apesar de apenas 125 estarem associadas ao Sinduscon-TAP. Então são muitas construtoras. Na missão como presidente do Sinduscon estamos programando a participação de uma comissão na França, dentro da feira BATIMAT, que vai acontecer em Novembro. É uma monumental evento que acontece a cada dois anos. Com certeza o grupo Sinduscon vai estar participando e estamos começando a organizar este evento também. Nós estamos sempre presentes na BATIMAT acompanhando os lançamentos a nível mundial e nesta feira as coisas acontecem primeiro. Agora na verdade Mauro, temos que descansar por alguns dias e agradecer a todos quantos participaram conosco da Minascon um evento que vai deixar marcas na região e eu tenho que agradecer a todos, inclusive vocês da imprensa pelo grande apoio”, disse Pedro Spina presidente do Sinduscon-TAP e diretor da Construtora Marca Registrada.

 

Diretoria do Sinduston-TAP

 

Presidente: Pedro César Spina; Vice-presidente Administrativo e Financeiro: Rubens Debs Procópio; Vice-presidente Tecnologia: Efthymios Panayotes Emmanuel Tsatsakis; Vice-presidente Marketing e Relações Institucionais: Amanda Pina Ferreira; Vice-presidente Obras Públicas: Reges Castroviejo Franco; Vice-presidente Relações Trabalhistas e Assistenciais: Agnaldo Carneiro de Mendonça; Vice-presidente Assuntos Imobiliários: José Humberto do Nascimento; Vice-presidente Economia, Estatística e Informática: Paulo Roberto Achcar Resende Ribeiro; Vice-presidente Ambiental: Wagner de Oliveira Júnior; Conselho Fiscal / 1º titular: Rubens de Freitas Filho; Conselho Fiscal / 2º titular: Alexandre Marquez Fontes; Conselho Fiscal / 3º titular: Cássio Cordeiro; 1º Suplente: Leonardo Vianna Resende Ribeiro; 2º Suplente: Rubens de Freitas Neto; 3º Suplente: Nikolas Tsatsakis; Câmara Siprocimg: Paulo Roberto Sampaio; Câmara Entulho: Cristina de Oliveira Gonçalves Zuza e SECONCI: Cristina de Oliveira Gonçalves Zuza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *