Gilmar Machado e Uberlândia Refrescos assinam protocolo de intenções

gilmar-slider

 Empresa instalada na cidade há 40 anos irá investir R$ 130 milhões em nova unidade fabril 

Um protocolo de intenções assinado no início de janeiro deste ano pelo prefeito Gilmar Machado vai assegurar um investimento de R$ 130 milhões para Uberlândia e ainda a geração de 500 postos de trabalho, sendo 200 diretamente. Os recursos serão investidos pela empresa Uberlândia Refrescos, franqueada da Coca-Cola em Uberlândia, que irá construir sua segunda unidade de produção na cidade. A primeira etapa de construção deve começar em fevereiro, com expectativa de conclusão em 2017.

As tratativas com a Prefeitura de Uberlândia para a ampliação da unidade fabril da Uberlândia Refrescos duraram aproximadamente um ano e fazem parte dos esforços da Administração municipal em dar o mesmo tratamento recebido pelas novas empresas àquelas que já estão instaladas na cidade e pretendem expandir suas atividades.

Os incentivos contemplam desde a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) na fase de construção, redução na base de cálculo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) para a edificação da unidade industrial e implantação e manutenção de serviços públicos, como coleta de lixo e linhas de ônibus nas proximidades da fábrica.

Ao incentivar e dar condições de as indústrias ampliarem suas instalações, a Prefeitura também contribui para melhorar a qualidade de vida da população com a abertura de novos empregos e geração de renda. “A Uberlândia Refrescos faz parte da história da cidade e evoluiu junto com ela. Hoje sua produção precisa ser expandida e esta nova unidade vai permitir que isso ocorra”, disse o prefeito Gilmar Machado. “Com isso, movimentamos a economia do município, pois durante a fase de construção da unidade vários setores serão demandados, além de estimular a criação de novos postos de trabalho”, completa.

A nova fábrica será construída na região Leste de Uberlândia, próximo ao aeroporto e o anel viário Ayrton Senna. A unidade terá uma área construída de 27 mil metros quadrados que ficam numa área total de 439 mil metros quadrados. A fábrica terá linhas de engarrafamento de refrigerantes em embalagens retornáveis e de água mineral. “Crescemos muito para continuarmos apenas onde estamos e precisamos buscar novos locais para aumentar nossa produção e geração de benefícios para Uberlândia e, consequentemente, para o Brasil”, disse o superintendente da Uberlândia Refrescos, Sérgio Gallo, no ato de apresentação do protocolo de intenções, que aconteceu no Centro Administrativo Municipal.

Segundo a empresa, os investimentos podem chegar a R$ 200 milhões devido ao padrão de modernidade que será utilizado no novo parque industrial.  A intenção dos empresários da Uberlândia Refrescos é continuar utilizando a unidade antiga, localizada no bairro Custódio Pereira, na produção de outros produtos da linha, como sucos diversos. Desta forma, a Uberlândia Refrescos manterá sua área de abrangência nas regiões do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais.

Começo

A primeira fábrica da Uberlândia Refrescos, no bairro Custódio Pereira, foi inaugurada há quase 40 anos e atualmente atende direta e indiretamente mais de 2,5 milhões de consumidores e 20 mil clientes, gerando mais de 1.200 empregos diretos e indiretos. Além de Uberlândia, a empresa conta com estabelecimentos em Araguari, Uberaba, Araxá e Patrocínio.

Novo sistema de produção de água traz tranquilidade às indústrias

 Um dos fatores que contribuíram nos planos da Uberlândia Refrescos em ampliar sua produção no município foi a preocupação da Administração Municipal em garantir o fornecimento de água associado ao crescimento demográfico. Como se sabe, a água é a principal matéria-prima das indústrias de bebidas.

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) inicia nos próximos meses a construção do novo sistema de produção de água potável do município de Uberlândia, o Sistema Capim Branco. A primeira fase da obra elevará em mais 2 mil litros por segundo a capacidade de captação e tratamento de água de Uberlândia, o que representa um aumento de 50% da capacidade atual.

A previsão é que a primeira etapa do Sistema Capim Branco seja concluída quando os sistemas Bom Jardim e Sucupira estarão trabalhando próximos de seu limite, dentro de três a quatro anos. Considerando os atuais índices de crescimento de Uberlândia, a expectativa é que a primeira etapa consiga abastecer a cidade até 2035, ano em que é estimada uma população de 1,5 milhão de habitantes. Essa primeira etapa terá um custo de aproximadamente R$ 360 milhões, sendo R$ 290 milhões financiados pelo Governo Federal em um prazo de 20 anos, e o restante como contrapartida do DMAE.  Trata-se da maior obra na área de saneamento da história de Uberlândia. “Essa obra representa o crescimento e desenvolvimento de Uberlândia. Agora temos como garantir uma infraestrutura adequada às empresas interessadas em se instalarem na cidade. Estamos garantindo mais qualidade de vida para o cidadão e saindo na frente de diversas cidades com o planejamento adequado para os próximos anos, quando o assunto será a água”, disse o prefeito Gilmar Machado.

Ambev

Em 2013, a Prefeitura de Uberlândia assinou um protocolo de intenções com outra empresa do setor de bebidas. O documento tratava de incentivos fiscais e implantação de serviços municipais para a construção da unidade industrial da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) na cidade. Com um investimento de R$ 550 milhões, a fábrica já começou a operar, sendo que o funcionamento pleno deve ocorrer em 2018 quando a produção será de 800 milhões de litros de cerveja por ano. A indústria foi instalada em uma área de 150 hectares, a 25 quilômetros do centro da cidade, próximo à BR-452, saída para Belo Horizonte.

Cidade atrai cada vez mais investimentos privados

A localização estratégica de Uberlândia, que tem ligação tanto rodoviária quanto aérea para os principais centros comerciais do país, é apontada como um dos principais fatores que contribuem para a vinda de novos empreendimentos. Soma-se a isso, a oferta de mão de obra qualificada e a preocupação do Poder Público Municipal em oferecer condições para que as empresas, seja de pequeno, médio ou grande porte, se instalem na cidade ou ampliem suas atividades.

Nos últimos dois anos, a iniciativa privada anunciou investimentos da ordem de R$ 1,32 bilhão em Uberlândia, segundo levantamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Os setores de serviço e da indústria foram os que mais investiram nesse período, sendo R$ 534 milhões e R$ 533 milhões, respectivamente. O anúncio feito pela Uberlândia Refrescos (R$ 130 milhões) foi o terceiro maior da iniciativa privada em Uberlândia desde 2013. Só perde para os investimentos na construção de um centro médico (R$ 265 milhões) e de uma torre de negócios (R$ 160 milhões). Esse cenário mostra, além da potencialidade do Município, a sua diversidade de áreas para captação de negócios.

Município tem o terceiro maior PIB de Minas

O Município de Uberlândia tem hoje o terceiro maior Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais, segundo o levantamento mais recente apresentado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em nível federal, o município subiu quatro pontos na classificação, passando da 29ª para a 25ª colocação, ficando a frente de 14 capitais. O resultado tem como base os dados de 2012, que apontam um crescimento de aproximadamente 15% em relação ao ano anterior.

Os valores informados pelo IBGE apontam uma geração de riquezas no município da ordem de R$ 21,41 bilhões em 2012. Em Minas, Uberlândia só ficou atrás de Belo Horizonte (R$ 58,37 bilhões) e Betim (R$ 28,1 bilhões), que tem a fábrica da Fiat. Com esses números, Uberlândia passou Contagem, que, na época, gerou R$ 20,64 bilhões.

O setor de serviços foi o que mais contribuiu para o crescimento do PIB em Uberlândia, sendo responsável pela geração de R$ 11,6 bilhões, cerca de 54% de todos os valores gerados há dois anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *