Dra. Flávia Carvalho: “Na política você nunca pode esquecer o passado”.  

draflavia-slider

Aconteceu no final do expediente em seu consultório odontológico Classe A, após intenso trabalho atendendo aos clientes, a conversa entre a reportagem da Dystak’s, e a vereadora e odontóloga Dra. Flávia Carvalho. Aliás, em festa por estar completando no dia sete de agosto seus vinte anos de formada na Universidade Federal de Uberlândia.

 

Dra Flávia. Onde há mais satisfação. Como secretária que atuou por dois anos ou agora como vereadora, desde janeiro de 2015?

Eu estou muito feliz como vereadora, mais não posso deixar de agradecer a oportunidade que eu tive como secretária, porque na verdade os trabalhos hoje se completam, porque eu não tinha experiência política. Ficar dois anos a frente de uma secretaria, do poder executivo, na gestão de uma parte tão importante que trata das mazelas da sociedade, que não está mais longe de ninguém que são as drogas. Hoje elas estão presentes na vida de todo o mundo. As drogas podem não estar dentro da sua casa, mais as vezes na família de uma pessoa que é muito próxima a você, de alguém que você ama. Há também o próprio fato dos riscos e das violências que nós sofremos hoje, uma decorrência também das drogas. Então isso, estar a frente, ter ficado como titular da secretaria de drogas durante dois anos, desenvolver um trabalho que no meu ponto de vista foi maravilhoso, atender mais de 170 mil crianças, levando a prevenção, ajudar a fortalecer as comunidades terapêuticas, que tratam a questão da dependência química, acolher as famílias, dar outras oportunidades as mulheres para que elas tenham uma reinserção social, para que começassem a tomar a rédea da própria vida, são coisas maravilhosas. Em 2015 voltei para o cargo de vereadora completando esse trabalho. Eu venho desenvolvendo projetos que vão de encontro aos interesses das políticas sobre drogas. Nós desenvolvemos projetos maravilhosos tendo como exemplo a semana do desarmamento infantil, onde trabalhamos com mais de três mil crianças falando sobre a não violência, e isto é um fortalecimento para todas, inclusive para ela dizer não as drogas. Tivemos também uma lei junto com o vereador Ismar Prado que obriga todas as aberturas de shows, eventos de grande porte, sejam eles culturais, religiosos ou esportivos, a exibirem um vídeo de prevenção as drogas de dois minutos antes de cada espetáculo. Os nossos jovens estarão lá para se divertirem mais antes de tomar o primeiro gole eles terão acesso a uma informação sobre as conseqüências e os riscos malefícios das drogas. Então isso eu vejo que é um trabalho que completa o outro. Eu realmente não consigo e nem quero me desligar dessa pauta. É uma bandeira que eu levanto, que eu acredito e que por mim se estivéssemos investido em prevenção há 20 anos atrás, hoje nós não teríamos crianças de seis à oito anos entrando para o mundo das drogas. Não teríamos tantos adolescentes no mundo do crime.

 

Um projeto de autoria da vereadora foi o aumento da Cesta Básica, projeto que acaba de ser aprovado. Como se sentiu?

A cesta básica, tem suas vantagens de eu estar na Câmara porque agente consegue fazer mais de uma maneira diferente. O vereador, consegue atingir todos os públicos. Eu não preciso mais trabalhar só com a questão de álcool e droga que é o que eu fazia na secretaria. Nós conseguimos aprovar uma lei que obriga o município a entregar junto com a cesta básica do pro pão um kit de higiene bucal, com duas escovas de dente, um creme dental e um fio dental. É muito difícil Mauro, uma família carente que tem dificuldade de comprar o próprio alimento ter acesso a um fio dental e um creme. O que agente se registra na maioria das casas são famílias que usam a mesma escova de dente, quando tem. É ai que um transmite ao outro a doença da boca. Entre as doenças nos temos que falar da periodontite, que é a antiga gengivite, piorréia aquela que leva a perda dos dentes, que amolece e tudo. As pessoas mais velhas que tem essa doença passam isso para os mais novos e cada vez mais nós temos jovens de 18 anos perdendo todos os dentes da boca. A cárie também é uma doença contagiosa. Aí nos temos que lembrar que a falta de um dente aumenta 50% o número de enfarte, de chances de aquelas pessoas ter um problema no coração. A boca toda contaminada aumenta os riscos das endocardites bacterianas e os problemas do coração, então nós estamos falando de saúde, o que começa pela boca. Então não adianta achar que higiene bucal é coisa para segundo plano. É de primeira necessidade. Aqui em Uberlândia serão mais de 2.500 famílias beneficiadas por mês com esse programa, com esse kit de higiene bucal. Concordo que numa família de seis pessoas a cada três meses são duas que estarão trocando essa escova, que vão receber mais. Antes elas não tinham nem isso. Se a pessoa não tinha dinheiro para comprar o alimento do dia a dia quem dirá os kits de higiene bucal. Eu acho assim que foi de suma importância. A população vai sair ganhando, eu sei que não é possível mudarmos uma realidade do dia para a noite. Eu estou fazendo a minha parte.

 

Quando ainda secretária a sra. lutou pela instalação do novo projeto de Câmeras de segurança. Elas estão na cidade. Ficou satisfeita?

As câmeras estarão sendo totalmente entregues, instaladas e monitoradas agora no dia 18 de agosto e finalmente elas chegaram. Foi uma luta árdua, ninguém pode tirar isso de mim porque na verdade quando eu fui para Belo horizonte, enquanto Secretária de Defesa Social e Antidrogas, estive reunida com o Rômulo Ferraz que era Secretario de Desenvolvimento. Fomos lá para trazermos 16 câmeras para Uberlândia. Eu consegui 32, e ele ainda brincou comigo assim, “gente mais você é difícil mesmo”. Eu disse: difícil não eu quero o bem da minha cidade. Então nós conseguimos trazer 32 câmeras para contemplar os bairros da nossa cidade. Ainda é pouco perto de tudo que agente precisa, mais eu já considero como uma grande conquista e acredito que vai melhorar muito a segurança nos bairros. Estão sendo implantadas aqui na região do grande São Jorge, Planalto, do Roosevelt, Luizote, e outros importantes pontos que inclusive tiveram participações do pessoal da Polícia, porque este sistema é ótimo para a segurança.

 

Nós notamos uma maior movimentação aqui no consultório da Classe A. Isto é o fato da Dra. haver retornado aos atendimentos.

É isso mesmo. Embora eu tenha assumido tantas funções do poder público, eu não deixei de atender os meus pacientes no consultório. Eu sempre me virei em mil pedaços como diz o ditado, mas não deixo de atender os pacientes. Isto dava a eles uma segurança, agora ainda maior com minha permanência aqui na clínica em horário específico.  A Classe A, é minha história. É daqui que tiramos o sustento da família, e acima de tudo eu amo Odontologia. Não sou dentista só porque me formei, mas sim porque amo a profissão. Isso não é desprezado e os clientes sabem disso. A nossa Clínica tem um diferencial muito grande. Aqui nós cuidamos dos dentes das famílias. São pais, filhos, netos, noras, genros e os amigos que vem tratarem conosco e isto para mim é uma grande satisfação.

 

Como a vereadora está esperando 2016?

Agora que eu assumi a presidência de um grande partido, o PDT, tenho que me virar ainda mais. Jamais vou abandonar a Odontologia, mas em hipótese alguma quero deixar de servir ao povo de minha cidade, aos meus eleitores, parceiros políticos e a comunidade em geral. Tudo vai fluir como conseqüência dos quatro anos de trabalho que tivemos. 2016 virá como uma conseqüência dos quatro anos de trabalho, eu acho que isso é fato, de eu me candidatar ou não em 2016, eu quero viver cada dia desse mandato como se ele fosse o único, de maneira tal que eu não deixe para depois o fato de fazer alguma coisa para a população. Eu quero fazer agora, eu quero fazer hoje, eu quero fazer no meu dia a dia. Então assim é a Flávia. Ela tem muito disso. Ela quer fazer hoje independente de amanhã. Amanhã pode ser que eu não exista Mauro, e eu não posso ficar esperando pelo 2016. Eu estou trabalhando todos os dias do meu mandato para honrar o voto daqueles que já confiaram em mim, e em 2016 talvez agente venha colher os frutos disso, mas hoje eu trabalho para honrar os votos que eu tive em 2012.

 

Como a vereadora analisa a menor idade penal?

Eu sou uma pessoa que acredita que nós temos que investir em educação. O país está precisando investir em educação e não em presídios. Quanto mais presídios nós construímos, menos escolas nós vamos construir, e o inverso ele é o verdadeiro, porque quanto mais você investir em educação menos você vai precisar construir presídios. Os nossos jovens estão precisando de oportunidades profissionais, estão precisando de mais atenção, estão precisando de mais escolas de tempo integral. É isso que eu Flávia Carvalho defendo, inclusive enquanto uma filiada, uma vereadora do PDT, porque o PDT (Partido Democrático Trabalhista), ele é um partido que acredita na educação de tempo integral, é um partido que viu isso acontecer na época do Brizola e viu o resultado disso. Então é por isso que eu luto, para que nós tenhamos mais educação de tempo integral, para que nós tenhamos menos crianças na rua e conseqüentemente, menos jovens, adolescentes envolvidos com o crime.

 

A Sra. falou como política e como odontóloga. E a família?

A família tem que ter um lugar muito especial na minha vida. Então assim eu acho que isso depende de cada um de nós, ai tem pessoas que falam “ai eu não tenho tempo”, para mim ter ou não tempo é uma questão de você ter prioridades. A família é uma prioridade na minha vida e é claro que por vezes ela fica em casa e eu vou para os eventos. No entanto eu trabalho muito mais o tempo que estou com a minha família. É um tempo só dela. Então você tem que aprender quando você tem uma vida muito dinâmica, a trocar a quantidade por qualidade de tempo e os momentos que nós temos juntos, eles são extremamente marcados por esse excesso de amor, companheirismo e agente consegue administrar isso bem. Eu acho que é isso, então você tem que trocar a quantidade de tempo por qualidade. Nós temos vivido isso graças a Deus e agente se diverte muito também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *