Diretoria do Café Cajubá abre solenidades comemorativas aos 50 anos da marca  

Em uma solenidade realizada no dia 24 de maio de 2018, no Castelli Friends & Food, dentro do Uberlândia Shopping, diretores do Café Cajubá, participaram do lançamento do Almanaque Uberlândia de Ontem & Sempre, contando a história de como surgiu o café, a vinda do produto para o Brasil e a chegada da marca aos 50 anos, que vão ser comemorados ao longo deste ano pela Icatril, detentora da grande marca que chega ao seu Jubileu de Ouro.

Entre as curiosidades expressas no Almanaque destacam como o café foi descoberto, o seu uso e a vinda ao Brasil, que é hoje o maior produtor, onde se destacam Conilon e Arábica.

O início do Café Cajubá, surgiu após os trabalhos dos empresários Ronan Tito de Almeida e Álvaro Samartano, que eram os donos das marcas Confessor, Cristal e Ideal. Em 1972 foi registrada a Icatril Indústria de Café do Triângulo quando da união de três indústrias torrefadoras: Café Uberlândia, Cerealista e Café Triângulo e Ideca Indústria e Comércio de Café, produtoras das marcas Café Cajubá, Café Uberlândia, Café Ideal e Café Bico de Ouro.

Nesta ocasião a sociedade dos empresários Alceu Rodrigues da Cunha, Armando Tannús Guimarães, Ranulpho Pinto, João Balbino Guimarães, Rosa Maria Alves e Walter Alvares Costa era muito atuante. Além dos pioneiros tiveram atuações na direção da Icatril os empresários Alvaro Samartano, João Rosa de Castro, Juerge Adolph Engelbrecht, Luiz Pinheiro de Paula, José Adelino Pinto e Licério Pinheiro de Paula.

Os nomes dos cafés colocados no comércio, não superavam expectativas dos empresários e por sugestão da esposa de Ronan Tito senhora Lais Sampaio de Almeida adotou Cajubá, um nome que agradava a todos e que surgiu como café após dois anos de criação do Cajubá Country Club.

 

Atual diretoria

 

A atual diretoria da Icatril, detentora da marca Café Cajubá, que tem como registro no INPI – com o processo 006059465, começou quando o produtor de carvão Licério Pinheiro de Paula, que produzia carvão e vendia nas regiões da grande Belo Horizonte e São Paulo, para ganhar um frete extra trazia café, tomou gosto pelo produto e ficou sócio da produção cafeeira em 1978, onde permaneceu até sua partida para a morada eterna em 1988.

Para dar continuidade aos negócios e a manutenção geral da empresa e permanência da competente equipe de funcionários, a empresária Dirlene dos Reis Pinheiro, assumiu o comando da empresa, mas afirma que sem a equipe jamais estaria hoje comemorando o sucesso do Café Cajubá, em seu cinquentenário. Ela era professora de Artes e ao se aposentar das salas de aula passou atuar na Icatril.

Aos 15 anos o Dr. Márcio Reis Maia, hoje formado em Direito, teve na infância uma vida corrida como engraxate, vendedor de laranjinha, fazendo mudas de café e por último trabalhou no bar do avô.

Foi nesta época que foi convidado pelo tio Licério para trabalhar na Icatril, onde começou fazendo entregas em bicicleta cargueira. Fazia limpeza na empresa e outros serviços de peão. Uma surpresa para o Marcinho como é conhecido foi quando em 1986, recebeu das mãos do tio as chaves do cofre e sua responsabilidade cresceu muito, pois aí tinha que cuidar da parte financeira, vender e entregar encomendas e trabalhos junto aos bancos.

Com o crescimento da Icatril, em 1993, José Maurício, irmão mais novo da empresária Dirlene dos Reis Pinheiro, foi convidado e aceitou entrar na empresa, onde ocupa hoje o cargo de diretor de operações.

A empresa que funcionava na Rua Ivaldo Alves do Nascimento, 2119, esquina com a Avenida Floriano Peixoto, enfrentava o problema do grande fluxo de veículos e mesmo de moradores das imediações. Foi aí que surgiu a oportunidade dentro da expansão industrial da cidade em adquirirem uma área de 12 mil metros quadrados na Avenida José Andraus Gassani, 4700, em 1985, onde a indústria com novos equipamentos foi instalada em 1987 e está até hoje.

 

A história

 

Toda a história da Icatril que está comemorando os 50 anos do Café Cajubá, foi mostrada no Almanaque Uberlândia de Ontem e Sempre, entregue durante o café da manhã, servido no dia 24, onde marcaram presenças, líderes da equipe Icatril, diretores e convidados especiais para o grande evento.

Com organização da Magno Publicidade, os convidados foram recepcionados em evento direto, nobre e com muito carinho de todos especialmente para com a presidente Dirlene dos Reis Pinheiro.

Para a comemoração dos 50 anos houve uma promoção das dez melhores frases sobre o Café Cajubá. As frases vencedoras escolhidas pelo júri com Carlos Hugueney Bisneto, Celso Machado e Mônica Cunha foram de: Vânia Viana (Rio de Janeiro); Isabela Martins (Patos de Minas); Joaquim Inácio (São Paulo); Selma Aparecida da Silva, Ivana Lima Afonso, Ruslaine Vieira, Valéria Milhorim, Maria José de Oliveira Torres, Celeida Gomes e Meire Cristina Monteiro Vieira , todas de Uberlândia.

 

Pontos de Vista

 

João Luiz Maia, formado em engenharia de produção, é filho de Márcio Maia e entrou na área comercial com duas cafeterias no modelo franquia a Vozzuca. Ao falar sobre os 50 anos do Cajubá disse que “na verdade eu sou um dos mais novos atuando na administração da Icatril. Estou trabalhando atendendo convite de meus familiares como diretor da Icatril há três anos. Eu todos os dias faço orações e agradeço as oportunidades oferecidas na empresa pela minha tia Dirlene, meu pai Márcio dos Reis Maia e minha prima Ariana Maria dos Reis Pinheiro. Tenho que agradecer a todos especial a equipe de suporte que contamos sempre dentro da Icatril, onde os dedicados servidores estão sempre à disposição para atender os nossos clientes”, afirmou.

“Quando eu nasci em 1981, meu pai Licério já estava na administração da Icatril, portanto desde pequena o Café Cajubá está presente em minha vida. Minha mãe Dirlene é uma guerreira, uma grande mulher e companheira de todos os momentos. Hoje como diretora administrativa da empresa, sei da importância em dar continuidade a esta organização e aos produtos da marca, especialmente ao Cajubá, mantendo a qualidade do produto nas prateleiras para os consumidores por mais 50 anos”, afirmou a advogada Ariana Maria Reis Pinheiro.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Dilson Dalpiaz, falando sobre o evento, disse que “eu não esperava outra coisa. Conheço bem o setor cafeeiro do Brasil e comemorar aqui neste evento os 50 anos do Café Cajubá, é motivo de muita satisfação para todos nós, especialmente representando o prefeito Odelmo Leão e poder abraçar toda a equipe da Icatril”.

Um dos destaques em artes e o modo especial que tem para expressar suas artes e que marcou presença no café da manhã, foi o Maurício Ricardo. À Dystak’s ele disse “eu sou uberlandense e como cidadão gosto do que é bom. É por isto que não abro mão do meu café Cajubá”.

“A Dirlene chegou a trabalhar comigo e colaborar em aulas no Conservatório de Música. Nós morávamos perto e sempre visitávamos uma a outra. Assim sendo o cafezinho era diário e hoje não abro mão de tomar café Cajubá. Aliás fico orgulhosa em saber o sucesso da empresa e da minha amiga Dirlene dos Reis que soube muito bem conduzir a empresa e está a cada dia crescendo mais. É um grande orgulho”, disse a maestrina Cora Pavan Capparelli.

“Nós temos a segunda empresa instalada no Distrito Industrial de Uberlândia. A Refrigerantes do Triângulo é uma das grandes indústrias que hoje está produzindo uma diversificada linha de produtos que demonstra a liderança no Triângulo. Tenho que parabenizar o Café Cajubá, na pessoa de sua presidente Dirlene dos Reis e demais membros da diretoria pelos 50 anos, uma marca de sucesso para um grande produto”, disse Luiz Massaro, presidente do Refrigerantes do Triângulo.

“Eu jamais esperava um dia estar atuando como publicitário de uma empresa na área cafeeira. Por incrível que pareça, quando criança ajudava meu pai cortando os saquinhos para o plantio de café. Os tempos passaram e com minha amizade com o Márcio Reis Maia, sócio da Icatril apresentamos um projeto à dona Dirlene, presidente da empresa. Ela discutiu, fizemos alterações como sempre fazemos com os produtos de nossos clientes e hoje sinto honrado em estar numa festa em que o Café Cajubá está completando 50 anos. Temos muitas histórias para contar e o cliente um ótimo café para tomar: Cajubá”. Afirmações são de Carlos Magno diretor da Magno Publicidade, responsável pela grande divulgação das marcas Icatril, em especial o Cajubá completando 50 anos.

Ao iniciar a campanha dos cinquenta anos do Café Cajubá o departamento de marketing criou uma promoção para que os consumidores enviassem frases alusivas a data. Uma comissão formada por Celso Machado, Carlos Hugueney Bisneto e Mônica Cunha escolheram as melhores frases e os contemplados receberam seus prêmios durante o café da manhã do dia 24 de maio.

 

Encerramento

 

Com as participações de todos os presentes o Diretor Márcio dos Reis Maia, encerrou com alegria o momento especial propiciado pelo Café Cajubá, fazendo um rápido discurso onde afirmou: “Primeiro quero agradecer a Deus por eu estar aqui, com vocês nesta manhã. É aqui a oportunidade que encontramos de entregá-los o Almanaque produzido pela Nós Projetos de Conteúdo. Juntamente com a Magno Publicidade, onde retratamos os 50 anos da historia de uma empresa, na verdade de uma marca. A história da empresa começou em 1945 como Café Triângulo. Cajubá é a referência aqui hoje. Lembrar que tudo pode ser sucesso quando se quer trabalhar. Eu sempre almejei e quando recebi a proposta da minha tia que perguntou se eu queria trabalhar, pois se quisesse tinha vaga na Icatril. A eu não pensei duas vezes. Fico pensando em cada canto os consumidores comentando sobre o produto, os atendimentos aos supermercadistas, muita gente tomando café, numa panificadora, numa mercearia, ai vai passando um filme na cabeça da gente. É uma satisfação saber que o Cajubá está na mesa dos consumidores do Brasil Central. Então qual que é a marca? A frase que eu quero deixar aqui para vocês: Quem não tem historia não tem referência. Para chegar a 50 anos de um produto que é marca Cajubá, me gratifica muito de ter contribuído para essa marca considerada. Então eu agradeço a todos aqui presentes e espero que essa empresa cada vez mais prospere, nas cidades, nas regiões pretendentes. Agradecimentos a todos vocês presentes, aos colaboradores e toda a família Icatril, especialmente minha tia Dirlene dos Reis Pinheiro, minha prima Ariana Maria Reis Pinheiro, meu filho João Luiz Maia e a todos quantos no dia a dia atuam para que possamos estar aqui iniciando as comemorações do Cinquentenário do Café Cajubá. Outras promoções estão ainda sendo organizadas e em datas oportunas vamos divulgá-las. Obrigado a todos”.

 

A emoção

 

Ao final do grande acontecimento que marcou a abertura das comemorações de lançamento das festividades de 50 anos do Café Cajubá, a presidente Dirlene dos Reis Pinheiro, afirmou à Dystak’s. “Vocês sabem muito bem que não gosto de entrevistas e muito menos falar o que todos têm conhecimento sobre nossa indústria e os produtos. Entretanto tenho que ceder um pouco e dizer muito obrigado a minha filha Ariana Maria, meus sobrinhos Márcio Reis Maia e João Luiz Maia, ao Carlos Magno responsável pelo contato com o Celso Machado e enfim aqueles que direta ou indiretamente contribuíram para este evento. Meu esposo partiu muito jovem, mas onde estiver tenho certeza que está vibrando com tudo isto. Aos funcionários da Icatril, clientes, fornecedores e ao povo em geral o muito obrigado e espero que outros 50anos possam estar pela frente onde os novos guerreiros está chegando para administrar aquilo que foi implantado no passado, fornecendo produtos de qualidade para os nossos consumidores. A vocês da Dystak´s que sempre foram divulgadores de nossas campanhas deixo também o muito obrigado e que Deus possa proteger a todos nós e fazer com que nossos governantes nos propiciem oportunidades de realizar os melhores trabalhos”, afirmou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *