Camaru tem novo recorde de público e negócios dos últimos seis anos  

 

camaru-slider

Cerca de 400 mil pessoas passaram pela feira que movimentou mais de R$ 55 milhões em 12 dias

Em 1982, na primeira publicação na Revista Equinos, da cidade de Uberaba, o colaborador Francisco Humberto Azevedo, escreveu que quem entrasse na nova sede do Sindicato Rural de Uberlândia, assustaria em ver a grandeza de tudo que foi imaginado e colocado em prática na sede do bairro Pampulha.

Um dos grandes colaboradores da época o criador Lione Gargalhone, hoje é destaque nacional com a criação de equinos e falou com a reportagem da Dystak’s sobre alguns fatos que aconteceram com a criação do Sindicato.

“Olha Mauro, eu cheguei mais tarde, mas as primeiras exposições agropecuárias de Uberlândia aconteceram no início da década de 30, com pequenas mostras de gado nos fundos da Santa Casa de Misericórdia, que ficava na Avenida Floriano Peixoto, no centro da cidade. O local não era apropriado para receber grande público, muito menos compatível com o perfil desenvolvimentista de líderes pecuaristas da época. Em poucos anos a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Uberlândia – ACIAPU – (1933) – hoje ACIUB, fundou o Parque de Exposições Agropecuárias (1936), situado na Avenida Vasconcelos Costa, no bairro Martins, quando foi realizada a primeira Exposição Agropecuária de Uberlândia.

O local, na época afastado da região central, comportou as feiras agropecuárias da cidade com exposições de animais, amostra de produtos e shows, durante 45 anos. Em meados dos anos 60, um grupo de pecuaristas da ACIAPU tomou a iniciativa de criar uma Associação Rural, com o apoio da Associação Comercial e Industrial, desmembrando as duas importantes entidades. Foi, portanto, em 1965, por determinação da Lei Federal 4.214, que a Associação mudou seu nome para Sindicato Rural de Uberlândia”, afirma.

Lione disse ainda que já atuando na Associação ao lado de grandes produtores, acompanhou o desenvolvimento da cidade e os imóveis residenciais acabaram por fazer com que o Sindicato mudasse de local, estando hoje no bairro Pampulha.

O produtor Walter Alves Carneiro, trabalhou muito e juntamente com homens das famílias Naves, Galassi, Nicomedes, Alves, Freitas, Odelmo, Migliorini, Pereira, e outros grandes nomes e o apoio das autoridades, houve a mudança do Sindicato, numa área que pudesse servir aos produtores.

O evento aconteceu no dia 27 de maio de 1982, com as presenças de produtores da região, João Batista Figueiredo (ex-presidente do Brasil) seus ministros e convidados especiais, conta Lione Gargalhone

 

Camaru 2017

 

O assessor de imprensa do Sindicato Rural que tem exercido excelente atuação nos trabalhos da diretoria presidida por Thiago Fonseca, afirmou à Dystak’s que a 54ª Exposição Agropecuária de Uberlândia, em 2017, foi um autentico sucesso, começando com a cavalgada que percorreu toda a cidade.

Vários eventos marcaram a realização da mostra que durou de 30 de agosto a 10 de setembro.

Animais Nelore, Gir Leiteiro e Girolando foram avaliados pelas respectivas associações das raças durante a exposição agropecuária de Uberlândia. O julgamento dos equinos também foi um grande sucesso reunindo todas as raças expostas. Nos leilões o destaque foi o alto padrão genético que teve uma reação acima do esperado.

Finalmente a diretoria do Sindicato Rural de Uberlândia demonstrou toda a satisfação com mais de 400 mil pessoas que estiveram no parque de exposições do Camaru, durante toda a feira de 2017, dando grande alegria aos expositores,  visitantes e pessoas ligadas as entidade, onde o vice-presidente Gustavo Galassi, disse que sempre o Camaru será um sucesso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *