Câmara Municipal de Uberlândia sediou o primeiro Seminário Regional de Comunicação.

Aconteceu nos dias 31 de outubro e 01 de novembro o primeiro Seminário Regional de Comunicação Pública da Câmara Municipal de Uberlândia. A iniciativa partiu do presidente Marcio Nobre, e dos demais vereadores, através da Escola do Legislativo de Uberlândia, em parceria com a Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL), visando à integração e troca de experiências entre representantes de Câmaras de várias regiões do Brasil. Durante o evento foram abordados a importância e os desafios da TV Legislativa Digital. Essa iniciativa possibilitou a troca de informações, além de proporcionar aprendizado para as Câmaras que pretendem instalar a TV Legislativa e até mesmo para aquelas que já possuem o sistema até Digital. Na ocasião houve palestras, debates e dicas sobre a parte técnica e produção de conteúdo voltado para o público que acompanha o trabalho desenvolvido pelos parlamentares.

A reunião surpreendeu os organizadores, porque além de ter comparecido um público maior do que o esperado, as pessoas que participaram do simpósio, se dispuseram a contribuir com as cidades que estão instalando a TV nas Câmaras. Estiveram presentes profissionais da área de comunicação, líderes e coordenadores das TVs Legislativas, os representantes de várias cidades do estado de São Paulo como os das cidades: Marília, São José dos Campos, São Sebastião, Botucatu, Limeira, Jacareí, Penápolis, Piracicaba, Jaú e Tupã. De Minas Gerais participaram as cidades: Montes Claros, Araxá, Belo Horizonte, Santa Vitória, Frutal, Indianópolis, Ponte Nova, Pouso Alegre e Itajubá. Compareceram ainda representantes de Camaçari (BA) e até do estado de Santa Catarina.
Segundo o diretor da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Uberlândia, Ezequias Souza Santos, o evento teve em torno de 150 inscritos e foram dois dias muito produtivos. “Convidamos os representantes das Câmaras para discutirem a importância e os desafios da TV Legislativa Digital, mas dois dias ainda são poucos para a grande temática que envolve a expansão das redes Legislativas no Brasil hoje. Esse Seminário foi realizado com a proposição apenas para a região, mas representantes de vários lugares do Brasil, que tomaram conhecimento do Seminário compareceram. Foi o primeiro evento regional para discutir a importância e os desafios da TV Legislativa Digital, uma vez que está sendo oportuno, porque a Câmara Municipal de Uberlândia está implantando a TV Legislativa Digital. Então nós estamos aprendendo juntos, para essa implantação. Como instrumento de fortalecimento da democracia, da transparência, da informação para o cidadão e da participação popular. Além de ser um grande canal de interlocução do poder Legislativo com a sociedade”.
“O Seminário aconteceu através do projeto Escola Legislativa, onde temos todos os meses uma iniciativa, uma série de aulas para a população, totalmente gratuitas, principalmente para a população interna, mas a população externa pode participar, é como nós podemos definir cada atuação do poder Legislativo. Já que Uberlândia é uma cidade tão grande, e importante do Triângulo Mineiro, nós resolvemos sediar esse Seminário, que é o primeiro realizado aqui. Além da informação, a partir de março, nós teremos a nossa própria TV digital. Inclusive tem pessoas bem conceituadas, que prestam consultoria e já trabalham com TVs Legislativas que se destacam e estão aqui para nos auxiliar e trocarmos informações”, afirmou Núbia Carvalho, diretora de Comunicação da Câmara Municipal de Uberlândia.

Primeiro dia

O Seminário foi conduzido pelo diretor da Escola do Legislativo da Câmara de Uberlândia Ezequias Souza Santos, sob coordenação do presidente da Câmara Marcio Nobre em conjunto com a equipe de comunicação do Legislativo. Durante o evento ministraram palestras, profissionais de renome, especializados em comunicação, política, direito e telecomunicação, que evidenciaram os temas: “Importância da TV Legislativa como ferramenta de fortalecimento da democracia, transparência e participação popular” – Murilo César Oliveira Ramos; Limites e Possibilidades Legais das TVs Legislativas: Que conteúdo queremos, que conteúdo podemos? – Cristiano Rennó; “Caminhos Legais para a Liberação da TV Legislativa: Legislação e processos para obtenção do canal digital para o seu município” – Evelin Maciel.
Dentre os temas discutidos no Simpósio, foram marcados os momentos em que falaram sobre a importância da TV Legislativa para a cidadania; mudanças no cenário da comunicação, em especial no meio de comunicação TV; programação audiovisual pela internet, redes privadas e públicas; a importância das parcerias e regulação.
Evelin Maciel, Mestra em Ciência Política e Especialista na Regulação de Telecomunicações, falou sobre tendência e integração. “Existe uma tendência mundial, nesse mercado de comunicação, que é a integração de redação, então acho que quem está entrando nesse mercado agora, de comunicação pública, tem que estar afinado com isso e já montar uma estrutura dentro dessa lógica, de integração de convergência dos meios e das mídias. Atualmente é comum trabalhar dessa maneira para otimizar os recursos. Já que estamos vivendo esse momento de enxugamento das redações.
A Mestra também destacou como aliar internet e TV de maneira favorável. “A internet é uma ferramenta infinita, quando você tem uma casa Legislativa que tenha vários plenários de comissões e várias reuniões acontecendo ao mesmo tempo. Você coloca todo mundo ao vivo na internet e elege com seus critérios jornalísticos, o que é que tem que ir para sua programação da televisão. Já que você não pode levar tudo para a televisão, você alia essas ferramentas, então você prioriza o plenário da casa, que está no ar, e na televisão, mas você não deixa de dar cobertura para os outros eventos usando a internet e otimizando tudo”, ressaltou Evelin Maciel.
Além das palestras, foram feitas apresentações dos expositores de empresas que atuam nesse setor, que destacaram a parte técnica, promovendo informações voltadas para soluções técnicas e equipamentos para implantação da TV Digital. Nesse momento, aconteceu a composição da mesa dos trabalhos durante o Painel de apresentação desses expositores. Mesa que foi formada pelos seguintes participantes: Ezequias Souza Santos, diretor da Escola do Legislativo; os representantes das empresas: Sociedade Brasileira de Engenharia de Tecnologia (SET) – Valderez Donzelli; 4K Vídeo e Tecnologia – Sandro Arbol; DMS Vídeo – Eduardo Soares; STB Digital – Ricardo Oliveira e Júlio Rocha; Linear Hitachi – Ana Paula; STI Telecom – Guilherme Cavalcanti e o presidente da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL), e diretor da Rádio e TV da Assembleia Legislativa de Minas Gerais – Rodrigo Lucena.
Em meio ao discurso, no momento do Painel de apresentação, Rodrigo Lucena, afirmou sempre firmar boas parcerias. “A ASTRAL tem procurado ao longo dos anos, especialmente agora que temos uma expectativa muito grande em relação ao desenvolvimento da Rede Legislativa, fazer parcerias com as diversas associações de sociedades que militam no campo da Rádio Difusão”.
O presidente da ASTRAL ressaltou ainda que esse Seminário que contou com a presença de todas as Câmaras e representantes de Assembleias, foi à reafirmação da importância da TV Legislativa. “Já houve um período em que a iniciativa da TV Legislativa, era muito criticada, porque havia muita desconfiança sobre o trabalho. Hoje as pessoas começam a perceber como é importante ter uma ferramenta a serviço da cidadania, no sentido de que elas podem acompanhar de fato o trabalho dos vereadores, deputados e senadores, no sentido de fiscalizar, de conhecer o que se passa lá dentro, no seu todo. É completamente diferente de você chegar aqui, e escolher aquilo que vai jogar no jornal e deixar a imagem do parlamento ser aquela colhida por outra matéria que aceita muitas vezes, já intencionando a criação de uma má imagem Legislativa. As pessoas começam a observar o trabalho conjunto, elas começam a mudar opinião em relação ao Legislativo. E essa proximidade também responde a necessidade do vereador, de atender as demandas que são apresentadas pela sociedade. Então acredito que a TV Legislativa, é uma arma muito poderosa, para aprimorar o processo democrático e o processo político. E o nosso papel, como técnicos que nós somos é o de fornecer estrutura. Dar subsídio, apoiar esse tipo de trabalho e toda a sua dimensão e capacidade”.
Rodrigo Lucena também falou sobre os desafios de se fazer uma TV Legislativa com a programação mais atrativa e dinâmica. “A televisão brasileira é uma TV que nasceu para atender ao interesse comercial, muito focado no entretenimento e em alguma coisa de jornalismo. Muito bem feito por sinal. A população brasileira tem mais de 60 anos de história vinculada ao entretenimento, ao relaxamento e nós apresentamos um modelo de TV pública, que vai muito além. Então são discutidos temas sérios que impactam a sociedade, estimulando a participação, com discussões não muito agradáveis às vezes, mas uma discussão que precisa ser feita. Muitas vezes o formato pode até não agradar, mas o conteúdo dela é extremamente importante. E o que a gente faz para amenizar o que há de formato mais duro, rígido, parado, porque a linguagem de televisão, ela precisa ter certa prática e certa dinâmica. É o que a Câmara de Uberlândia está fazendo, construindo algumas produções de televisão, que sejam mais dinâmicas, mais plásticas, que não abra nunca, mão do conteúdo, mais que possam atrair mais a população para ser uma telespectadora, uma assídua acompanhante dos trabalhos”, ressaltou Lucena.
Após a apresentação dos expositores, foi realizado debate, até o encerramento do primeiro dia do Seminário. Em seguida aconteceu o lançamento da edição comemorativa de dez anos da Revista ASTRAL.

Segundo dia

No dia primeiro de novembro aconteceu na parte da manhã, os Relatos de TVs Legislativas já implantadas, onde foram comentados os Cases de Sucesso. Na ocasião compareceram os profissionais da área de comunicação que coordenam as TVs Legislativas das cidades de Belo horizonte, Tupã, Jacareí e Pouso Alegre. Ambos abordaram sobre o que fazem em termos de programação, composição, formação de equipes, contratação, carga horária, dinamismo entre outros assuntos, além de que foram exibidos vídeos feitos pelas TVs Legislativas dessas cidades e foram comentadas as dificuldades e os maiores desafios enfrentados por esses profissionais.
Durante a cerimônia o Seminário foi conduzido por Marcio Nobre – presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, junto com Ezequias Souza Santos – diretor da Escola do Legislativo da Câmara de Uberlândia e complementando a formação da mesa, estavam: Guilherme Minassa – Coordenador de TV Áudio e Web da Câmara Municipal de Belo Horizonte; Elton Rivas e Júlio Rocha da TV Câmara de Jacareí São Paulo; Thalita Dalacosta – TV Câmara de Tupã São Paulo e Douglas Vieira Mendes – TV Câmara de Pouso Alegre Minas Gerais.
Marcio Nobre fez menção e agradecimentos aos participantes, além de acompanhar os Cases de Sucesso de cada representante. O Seminário foi encerrado com a palestra de Rodrigo Lucena, que retratou o tema: “Superando os desafios da produção de conteúdo e da formação de equipes para TV: O futuro que temos pela frente.”

Lançamento da nova programação da TV Legislativa de Uberlândia

Há 11 meses a frente da Câmara Municipal de Uberlândia, o presidente, Marcio Nobre, evidencia cada vez mais o poder Legislativo de Uberlândia. Atualmente ele se preocupa em trazer proximidade entre o poder legislativo e o povo, ao mostrar com transparência, o trabalho desenvolvido pelos parlamentares em Uberlândia. Pensando nisso, coordenou visitas junto com sua equipe da Escola Legislativa e da área de comunicação, em várias cidades do Brasil, no sentido de conhecer e se integrar com representantes de Câmaras Municipais de outros estados, especialmente as que já têm TVs Legislativas. Visando produzir o que há de melhor em termos de conteúdo e programação para a TV Legislativa de Uberlândia, que abrange as cidades da região. Além de que estão se preparando para a instalação da TV Legislativa Digital, programado para Março de 2014.
Para apresentar essa proposta, aconteceu na noite de 31 de outubro, após o encerramento do primeiro dia do Seminário Regional de Comunicação, a solenidade de Lançamento da Nova Programação da TV Legislativa, que foi denominada a partir de 18 de novembro, TV Câmara Uberlândia. O evento contou com a presença do presidente da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL), e algumas autoridades de Uberlândia, além dos parlamentares e a equipe de comunicação da Câmara.

Presenças

A mesa dos trabalhos foi presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Uberlândia – Marcio Nobre, e composta por: vice – prefeito de Uberlândia – Paulo Vitiello; coordenador da Rede Legislativa de Rádio e TV Digital, e secretário de Comunicação da Câmara dos Deputados – Zezinho Maciel; o presidente da Associação Brasileira de Televisões e Rádios Legislativas (ASTRAL) – Rodrigo Lucena; coordenador de TV Áudio e Web da Câmara Municipal de Belo Horizonte – Guilherme Minassa; presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Uberlândia (CDL) – Celso Vilela; diretora de Comunicação da Câmara Municipal de Uberlândia – Núbia Carvalho; diretor Executivo da Fundação Rádio e TV Universitária de Uberlândia – João Batista do Amaral e o diretor da TV Legislativa de Uberlândia – Ronaldo Ferreira.
Segundo o presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, o investimento será de aproximadamente 1,2 milhões, para a implantação da TV Digital, incluindo os acessórios e componentes. “Criamos uma comissão especial formada por técnicos, engenheiros, pessoas especializadas no assunto, que estão conduzindo os procedimentos. Estamos dispostos a ouvir a possibilidade de parcerias com os municípios, que envolvem a região de Uberlândia. A expectativa é de promover ainda mais, a transparência, a informação, e aproximar a população. Nós cremos que as TVs Legislativas são um instrumento para promover a transparência, através da participação popular. Porque uma vez aumentando a informação, você também está aumentando o debate, de forma democrática, e prestigiando a sociedade com as informações do Poder Legislativo”, afirmou Marcio Nobre.
Em relação ao Seminário Regional de Comunicação, Marcio Nobre, afirmou que foi uma honra receber os participantes, além de que foi uma oportunidade de integração e aprendizado com os representantes das Câmaras de outras regiões. “Estamos trabalhando com a nossa diretoria de TV, e a diretoria de comunicação, nos preparando, porque a partir do ano que vem quando tivermos uma TV própria, teremos avançado bastante nesse quesito. A previsão é que a TV Legislativa Digital, passe a funcionar a partir de março de 2014”.
A diretora de Comunicação da Câmara Municipal de Uberlândia, Núbia Carvalho afirmou que esse é um trabalho voltado para a cidadania e que estão preparando a nova programação da TV Câmara com muito carinho. “São programas que vão fazer com que essa casa Legislativa esteja mais próxima do povo. É um trabalho muito importante até mesmo para que as pessoas descubram e entendam o que acontece na Câmara. Para que elas possam acompanhar o trabalho dos parlamentares nos quais elas elegeram e como estão apresentando seus trabalhos”.

Nova programação

No que diz respeito à nova programação, Marcio Nobre afirmou que a TV Câmara Uberlândia, introduziu sete programas para serem exibidos sempre na segunda quinzena de cada mês. Sendo que na primeira quinzena continuará a programação normal, com a transmissão da sessão ao vivo, e a retransmissão no período da noite, e ainda na segunda quinzena, será exibida uma programação especial com um formato diferente, mas não deixando de mostrar as programações normais. “Teremos uma programação dinâmica, com a participação do público, uma nova forma do Poder Legislativo se comunicar com o cidadão, com uma nova identidade visual e marca”, ressaltou.
Para encerrar a solenidade de lançamento da nova programação da TV Câmara Uberlândia, houve a apresentação dos nomes dos programas:
Sessões em pauta: Resumo diário das sessões realizadas no mês, destacando os principais assuntos que foram discutidos pelos parlamentares.
Fala Presidente: Informes institucionais da Câmara com apresentações das matérias, pautas das sessões e principais ações promovidas pelo Poder Legislativo.
Fala Vereador: Informe do parlamentar com temas de sua atuação legislativa no Plenário da Câmara Municipal e espaço para ampliação do debate, das políticas públicas para a sociedade.
Programa Escola do Legislativo: transmissão dos principais cursos, palestras e eventos promovidos pela Escola do Legislativo.
Câmara Debate: entrevistas e debates com temas de interesse da população, participação dos vereadores e convidados especiais.
Jornal da Câmara: telejornal com matérias que envolvem sociedade e Poder Legislativo, com destaque dos principais fatos da semana.
Sociedade em destaque: resumo das solenidades de homenagens concedidas a personalidades, que se destacaram na sociedade.

Histórico

A TV Legislativa da Câmara Municipal de Uberlândia foi inaugurada oficialmente em janeiro de 2001, pelo então presidente da Câmara Municipal de Uberlândia na época, o vereador Geraldo Jabbur. Atualmente a transmissão é feita em parceria com a TV Universitária, e o sinal abrange mais de seis cidades da região, além de Uberlândia. A partir do próximo ano, com a instalação da TV Câmara Digital, a programação será transmitida somente em Uberlândia. De acordo com convênio firmado com a Câmara dos Deputados através do projeto TV Legislativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *