Câmara Municipal concede título de Cidadão Honorário ao professor Sebastião Ferreira de Moraes  

sebastiaoslider

Em sessão solene realizada no dia 14 de junho de 2016, o professor Sebastião Ferreira de Moraes, recebeu o título de Cidadão Honorário de Uberlândia, por indicação da vereadora Gláucia da Saúde, com aprovação unânime dos vereadores do Legislativo da cidade.

Sebastião Ferreira de Moraes, o primeiro professor formado em curso superior de Educação Física, que trabalhou em Uberlândia, nasceu no dia 14 de março de 1933, é natural de Caiapônia – GO, filho de Pedro Ferreira Júnior e Josina Julieta Vilela. Foi casado com Carolina Albuquerque Ferreira, de saudosa memória e tem 4 filhos: Pedro José Albuquerque Ferreira, Carolina Josina Ferreira Albuquerque, Aspásia Angélica Ferreira Albuquerque e Cecília Mendonça Ferreira que lhe deram quatro netos e três bisnetas.

 

Filho de Caiapônia – GO

 

Aos 17 anos de idade, o novo cidadão Uberlandense, deixou sua terra natal. Ainda Analfabeto veio para Uberlândia a fim de iniciar seus estudos. O curso primário estudou no Liceu de Uberlândia, o ginasial cursou no colégio Brasil Central.

Em 1955 mudou para Belo Horizonte – MG, onde cursou o colegial, em 1958 passou no vestibular e entrou no curso superior de Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Neste período recebeu uma bolsa de estudos da Diretoria de Esportes de Minas Gerais, vinculada a condição de que ao concluir o curso deveria atuar profissionalmente em uma cidade do interior do estado de sua escolha.

Em 1961, já formado, escolheu Uberlândia por amor a cidade que o acolheu e foi o primeiro professor formado a atuar no Triangulo Mineiro e Alto Paranaíba, lecionando no Colégio Estadual de Uberlândia (Museu), Colégio Brasil Central, colégio estadual José Inácio de Souza e Colégio Estadual de Araguari (onde entrou por concurso).

Em 1963 na Galeria do Uberlândia Clube, montou a 1ª Sauna a Vapor e Finlandesa do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, contando com o apoio de comerciantes e investidores que acreditaram na sua honestidade, o qual agradece aos seus colaboradores. Era uma grande novidade.

 

Trabalho para os Industriários

 

O profissionalismo do professor Sebastião era tamanho que ele foi convidado pelo ex-senador Ronan Tito de Almeida, industrial em Uberlândia, dono da Fábrica de latas, para trabalhar no SESI, como técnico de recreação física. Sebastião prestou o concurso, foi aprovado e começou seus trabalhos, realizando de 1961/1971 do primeiro ao décimo campeonato de futebol das Indústrias de Uberlândia.

Em 1964 teve uma grande visão quando com a ajuda do então vereador Dr. João Pedro Gustin ganhou para o SESI uma área de 22 mil metros quadrados, onde funciona hoje o SESI-SENAI na rua Ernesto Vicentini no bairro Roosevelt. A área foi doada pelo prefeito Raul Pereira, sendo que o empresário Renato de Freitas dono do loteamento daquele setor que assinou a escritura em doação. Sebastião disse que se sente muito honrado em saber que foi testemunha da escritura de doação e ainda mais por ter a certeza de que a área é hoje um conglomerado de ensino, mantido pelo SESI-SENAI, onde estão instaladas escolas curriculares e profissionalizantes de vários seguimentos.

Em continuidade aos seus estudos em 1970 se formou no curso de Direito em Uberlândia e até hoje tem a sua OAB: 29.186. Mudança radical na sua vida foi, quando enfrentou um concurso público com profissionais de vários estados brasileiros, foi aprovado em primeiro lugar para ser orientador em Educação Física da Universidade Federal de São Carlos – UFUSCAR – SP, onde destaca que um de seus grandes feitos foi a orientação técnica para construção do Centro Esportivo da Universidade, inaugurado em 1976 com o campeonato entre quatro Universidades incluindo a Escola Federal de Engenharia de Uberlândia em oito modalidades esportivas. Deixou de trabalhar na Universidade sendo aposentado por tempo de serviço em 1985.

 

Destaques Esportivos

 

À reportagem da Dystak’s, Sebastião Ferreira de Moraes destacou ter sido campeão secundarista no Colégio Brasil Central em Uberlândia em 1953, entre 1957 a 1960 foi tetra campeão estadual e recordista mineiro pelo Clube Atlético Mineiro das seguintes provas de atletismo: 110 metros com barreira, 400 metros com barreiras e 4×400 metros em revezamento. Em 1960 foi vice-campeão brasileiro universitário de 400 metros com barreiras, em 1959 foi recordista mineiro de Decatlo pelo Clube Atlético Mineiro. Em 1960 foi escolhido o melhor atleta no atletismo no estado de Minas Gerais, escolha feita pela TV Itacolomy de Belo Horizonte e outros órgãos de comunicação da capital. Em 1959 e 1960 foi técnico campeão estadual da equipe masculina de atletismo do clube Atlético Mineiro e em 1960 também da equipe feminina.

De 1961 a 1963 foi professor de Educação Física no Colégio Estadual de Uberlândia (Museu); em 1970 a 1972 foi professor de Educação Física no colégio estadual Professor José Inácio de Souza; em 1972 foi professor de Educação Física na escola estadual Polivalente Guiomar de Freitas Costa; em 1970 e 1971 foi técnico de todas as modalidades masculinas da escola estadual Professor José Inácio de Souza nas Olimpíadas Secundaristas Municipais; em 1972 foi técnico campeão da equipe de handebol masculino nos grandes Jogos Estudantis Mineiros em Uberlândia e desde 2013 no lado social é vice-presidente do Lions Clube 21 de Abril de Uberlândia.

 

Cidadão Uberlandense

 

Após receber o titulo de Cidadão Uberlandense, o professor, advogado e pecuarista Sebastião Ferreira de Moraes afirmou:

“Esta honraria eu quero muito que sirva de exemplo para meus filhos, netos e bisnetas; enfim para a nova geração. Eu estava certo quando enfrentava até 15 dias de viagem para vir de Caiapônia até Uberlândia, viajando em caminhões de carga (único meio de transporte da época), e hoje me sinto honrado em ser um cidadão dessa querida cidade, onde trabalhei muito e quero continuar morando e amando essa gente a qual eu tenho maior carinho e respeito. dedicaria esta homenagem a minha saudosa e querida esposa, aos filhos, aos netos, as bisnetas e também a meus familiares e amigos. Em especial ao colega de profissão e amigo Heitor Ferreira de Paula e Silva; a senhora Tereza de Almeida Borges (ex-diretora do SESI Uberlândia); ao senhor Josino Antonio da Silva  (ex-funcionário da Linha de Ferro Mogiana que foi presidente voluntário da comissão que dirigiu os jogos do Quinto ao décimo Campeonato das Indústrias do SESI); a senhora Maria Conceição Barbosa de Souza a saudosa ‘Tia Lia’ (ex-diretora do Colégio Brasil Central – in memoriam), que se tornou minha segunda mãe e conselheira.

Agradeço imensamente também a vereadora Gláucia da Saúde que além de excelente política tornou-se uma grande amiga, colocando-me a disposição de sua equipe para os trabalhos que pretende realizar no futuro. Minha vida daria um filme, mas isto eu deixo para os herdeiros para que possam ter um enredo maior e destacar acima de tudo esta homenagem. Agora posso dizer: ‘sou Cidadão Uberlandense’.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *